Segundo um relatório da Kryptowire, consultora da segurança, alguns smartphones Android de baixo custo fabricados na China enviaram uma série de dados pessoais de utilizadores para servidores chineses. Segundo uma reportagem do New York Times, os dispositivos traziam instalados de fábrica um software da empresa chinesa Shanghai Adups Technology, utilizado para monitorizar a localização e comunicação de utilizadores.
O relatório indica que informações completas, incluindo o conteúdo de mensagens de texto, lista de contactos e logs de ligações, foram enviados para a China sem o consentimento dos seus proprietários.

0B5CUt KUpXFUSHFQTk9pMTFOUms Chineses usam backdoor de dispositivos Android de baixo custo para roubar informações pessoais image

O backdoor de fábrica também não foi considerado um bug, mas sim uma função intencional instalada para “ajudar a fabricante a monitorizar o comportamento dos utilizadores”. No centro da polémica está a norte-americana BLU, que fabrica os seus smartphones de baixo custo na China, para distribuição global. Samuel Ohev-Zion, CEO da empresa, afirmou que a empresa não estava ciente da falha e que a mesma já terá sido corrigida em todos os 120 mil modelos afetados. Segundo o mesmo, todas as informações coletadas pela Adups, já terão sido destruídas.
Através de seu site, a Adups informa que possui hoje mais de 700 milhões de utilizadores ativos com os seus softwares, em mais de 200 países e regiões.

Relacionado:
Instagram está a perder recursos