A Google anunciou uma nova funcionalidade para o sistema operativo Android que partilha a localização do utilizador durante uma chamada de emergência.
O Android passará a utilizar a rede Wi-Fi, o GPS e a torre de que o smartphone utiliza para efetuar a chamada, para identificar com exatidão a localização do dispositivo e enviar as coordenadas através de dados para os serviços de emergência.

A ideia, segundo a empresa, está em disponibilizar uma melhor precisão da localização do utilizador, o que poderia resultar em mais de 10.000 vidas salvas por ano.

“Esse recurso será apenas acedido pelos prestadores de serviços de emergência e sua localização exata não será vista ou manipulada pela Google”, publicou Akshay Kannan, Gerente de Produto.

inem.jpg

“Ela será enviada a partir do seu telefone aos serviços de emergência apenas quando ocorrer uma chamada de emergência através da sua rede móvel”.

O recurso “Android Emergency Location Service” funciona a partir do Android 2.3 e a Google afirma que poderá ficar disponível em 99% dos dispositivos em todo o mundo.

Inicialmente o serviço estará em uso no Reino Unido e na Estónia, mas a expansão do serviço para outros países está programada para ocorrer em breve.

Relacionado:
Asus Zenfone 3 Max com sensor biométrico e 4100mAh bateria apresentado oficialmente