Em junho deste ano, a Google anunciou uma nova linha de aparelhos chamada Android One a pensar nos mercados emergente. A ideia era aumentar a sua participação no mercado de dispositivos móveis de baixa gama, já que estes gadgets mesclam configurações medianas e um custo de produção reduzido.

Porém, a empresa está a enfrentar um número muito baixo de vendas dos aparelhos com essa tecnologia, que são poucos e todos produzidos por empresas indianas (Micromax, Karbonn e Spice). Mesmo no país onde o Android One foi lançado, ele não está a alcançar o sucesso esperado, e as vendas não estão a animar os lojistas locais, que não estão a repor stocks.

 

Investimento sem retorno?

Segundo fontes do The Economic Times, a Google investiu cerca de 1 bilião de rúpias indianas (o equivalente a 12 milhões de Euros) apenas em publicidade no país. Contudo, a venda dos aparelhos é feita apenas pela internet, o que dificulta a comercialização do Android One.

Para contornar a situação, a Google poderia finalmente lançar o Android One em todo o mundo, porém nada foi dito sobre o caso até o momento.

 

 

 

FONTE

Relacionado:
Mafia III: Rivals deverá chegar dia 7 de Outubro ao Android