Nos últimos tempos temos assistido à chegada de inúmeras marcas chinesas ao mercado ocidental através de várias lojas online, permitindo acesso a aparelhos que de outra forma só estariam disponíveis no mercado asiático. Uma das marcas que se tem destacado ultimamente é a Vernee, uma recém-chegada ao mundo mobile e ao mercado europeu. Para surpresa de muitos, a jovem empresa chinesa abordou os consumidores com duas propostas muito interessantes: O Vernee Apollo, um aparelho com características de topo e o Vernee Thor, um smartphone de gama média que promete impressionar.0B5CUt KUpXFUSTR3WkRLM1hoXzg Análise Vernee Thor: Android 6.0 a um preço imbatível imageFoi precisamente o modelo Thor na Vernee que nos chegou às mãos por intermédio da TOMTOP, que teve a gentileza de ceder um aparelho. Durante uma semana testámos o Vernee Thor até ao limite e esta é a nossa análise.

Design

O Vernee Thor apresenta um design simples mas extremamente ergonómico, com cantos arredondados e revestido por uma camada borracha suave a que a Vernee chamou de Babyskin ou Rubber Paint. De resto a empresa inspirou-se no formato de uma pedra polida pela água de cantos arredondados – uma cobblestone – para o design deste aparelho. A Babyskin juntamente com os 7,9 mm de espessura e um ratio ecrã-corpo de 80% fazem com que este seja um dos aparelhos de 5” mais confortáveis de manusear que nos passaram pelas mãos dos últimos meses. De certo modo podemos afirmar que o design deste aparelho se assemelha um pouco ao dos smartphones Lumia de gama intermediária, isto é, acima de tudo primam pela ergonomia sem grandes floreados na construção, e isso não é necessariamente mau.

0B5CUt KUpXFUOGdWbVo4ZU0wc0E Análise Vernee Thor: Android 6.0 a um preço imbatível imageNa face frontal do Vernee Thor encontramos um ecrã de 5” protegido por Corning Gorilla Glass 3 com a câmara frontal, o auricular e um sensor de proximidade colocados por cima. Na parte inferior do ecrã existem três botões capacitivos em branco que infelizmente não são retro iluminados.

A porta de carregamento por micro-USB está colocada em baixo, como habitual, juntamente com um microfone. Em cima encontramos o orifício para fones de 3,5mm. Os botões de volume e de power do Vernee Thor estão no lado direito do aparelho e apresentam uma construção muito robusta sem lugar para folgas. O lado esquerdo do smartphone está completamente “limpo”.

A traseira deste dispositivo é removível de modo a termos acesso aos dois slots para micro-SIM e à ranhura para expansão de memória via microSD, no entanto a bateria está embutida e não se consegue retirar. Ainda na parte de trás podemos encontrar a câmara principal, colocada por cima de um flash LED e de um sensor biométrico de impressões digitais. Mais abaixo na face traseira encontra-se uma coluna singular.

Relacionado:
Análise Huawei Mate 9 : Performance e Elegância

Ecrã

O Vernee Thor possui um ecrã LCD de 5” com resolução HD, que se traduz em 294ppi, revestido por vidro Corning Gorilla Glass 3. Este revestimento confere uma camada extra de proteção contra riscos e contra as tão detestadas dedadas. As margens à volta do ecrã são bastante reduzidas e com um acabamento em 2,5D que lhe confere um aspeto bastante elegante.

0B5CUt KUpXFUQmltTk9OTVVVb28 Análise Vernee Thor: Android 6.0 a um preço imbatível image

Do ponto de vista da qualidade de reprodução, habitualmente os ecrãs LCD 720p costumam deixar um pouco a desejar, no entanto o display do Vernee Thor surpreende pela positiva. A reprodução de cores é boa e os ângulos de visão (178º) são muito bons para um aparelho desta gama. Não tivemos problemas nenhuns em operar este aparelho diretamente sob a luz solar, no entanto convém definir o brilho para o máximo nessas condições. Em geral o ecrã do Vernee Thor é mais do que capaz de proporcionar uma boa experiência aos seus utilizadores nas mais variadas condições.

>Para saber mais acerca do Vernee Thor clica aqui<

Hardware e Performance

Características Técnicas  
Processador MTK6753 Octa Core 1.3GHz
Sistema Operativo Android 6.0 (Marshmallow)
Ecrã LCD 5” 720 x 1280 px (294 ppi)
Armazenamento 16 GB; expansível via microSD
Memória RAM 3 GB
Câmara traseira 13 MP CMOS, f/2.0, autofoco, HDR,
Câmara frontal 5 MP
Bateria 2800 mAh (não removível)
Dimensões 142,0 x 70,3 x 7,9 mm
Peso 140 g
Redes GSM / HSPA / LTE
Conectividade Wi-Fi 802.11 b/g/n

Bluetooth 4.0

GPS

microUSB 2.0

Dual SIM, Dual Standby (micro-SIM)

 

Do ponto de vista de hardware este aparelho vem equipado com um SoC  Mediatek MTK6753 de oito-núcleos com velocidade máxima de 1,3GHz, juntamente com uma GPU Mali T-720. Este é um conjunto que tem vindo a dar cartas nomeadamente em smartphones de gama média de marcas chinesas menos conhecidas. Em termos práticos consultas no browser, chats, redes sociais e alguns jogos ligeiros foram executados de um modo bastante suave e sem grandes constrangimentos pelo Vernee Thor. Já jogos mais pesados como o Aphalt 8 ou o Mortal Kombat X revelaram-se um pouco mais exigentes em termos gráficos, com a ocorrência de algumas perdas de frames durante estes jogos.

Hoje em dia cada vez mais a norma dita que aparelhos de gama média devem ter 3GB de RAM e a Vernee não quis fugir à regra. Esta quantidade de memória RAM permite fazer alternar entre aplicações (multitasking) de forma bastante rápida sem que as apps sejam fechadas pelo SO por falta de memória.

Uma das características que diferencia este aparelho é sem dúvida a inclusão de um sensor biométrico de impressões digitais. Do nosso ponto de vista a sua colocação é adequada para um aparelho das dimensões do Vernee Thor e embora não apresente a eficácia de sensores das grandes marcas, consegue ainda assim funcionar corretamente na grande maioria das vezes. Nesse aspeto, outro ponto positivo é o facto de não ser necessário acordar o aparelho antes de o desbloquear por ID.

A qualidade do som vindo da coluna singular na traseira do smartphone é medíocre mas em chamada o áudio apresenta excelente performance. Um outro ponto menos positivo é a ausência de um LED de notificações. Algo que nos dias que correm é quase um dado adquirido num telemóvel, falhou em estar presente no Vernee Thor.

Software e Interface

A experiência de software do Vernee Thor é muito semelhante à do Android puro e portanto não há lugar para grandes floreados. Tudo corre da maneira que a Google pretende, proporcionando assim uma boa experiência ao utilizador.

A versão de Android presente no Vernee Thor é a 6.0 Marshmallow, o que quer dizer que características como gestão de permissões por aplicação, Doze e Now on Tap estão presentes neste aparelho.

A única aplicação pré instalada que não pertence ao pacote stock do Android é, surpreendentemente o Uber. Além disso na caixa do Vernee Thor, encontrámos um cupão de desconto para usar nesse serviço.

Em termos de funcionalidade extra, a única coisa que salta à vista é o modo “Transferência Turbo” que combina dados móveis com Wi-Fi de modo a acelerar downlodas.

Embora a experiência global do ponto de vista de software seja boa, notámos algum lag em transições de menus e um scroll demasiado sensível quando navegamos quer no browser, quer em apps como o Facebook ou Instagram. Possivelmente ainda haverá lugar para otimizações por parte da fabricante chinesa neste aparelho.

>Para saber mais acerca do Vernee Thor clica aqui<

Câmara

O módulo fotográfico do Vernee Thor é composto por uma câmara traseira de 13 MP e uma câmara frontal de 5 MP para selfies.

O sensor traseiro tem uma abertura de f/2.0, inclui autofoco,  HDR e é acompanhado por um flash de LED. O fabricante não revela muitas especificações da câmara, apenas indica que se trata de um sensor CMOS. Relativamente à performance fotográfica, o Vernee Thor não é dos melhores do seu segmento. Em condições de boa iluminação natural frequentemente as imagens ficam demasiado escuras, talvez devido à baixa exposição por defeito do sensor (que pode ser ajustada manualmente). Com pouca luz os resultados não são melhores, apresentando muito ruído e reprodução de cores pobre.

Em termos de vídeo é possível gravar com resoluções até 1080p. A interface da câmara é a que já estamos habituados em aparelhos com SoC Mediatek, dando-nos a possibilidade de aplicar filtros em tempo real, capturar panorâmicas, ajustar os valores de exposição, de equilíbrio de brancos e de ISO, por exemplo.

Eis algumas fotos que captamos com a câmara traseira do Vernee Thor:

Bateria

Do ponto de vista de bateria, o aparelho é alimentado por uma célula não removível de 2800mAh que é mais do que suficiente para uma utilização intensa durante o dia. Um dos fatores que contribui claramente para a boa performance energética do dispositivo é sem dívida a resolução do ecrã. A Vernee claramente optou (e bem na nossa opinião) por uma resolução 720p HD, não comprometendo a autonomia do aparelho. Este simples facto também tem influência noutros aspetos do Vernee Thor como a espessura. Se o ecrã tivesse maior resolução, das duas uma: ou a autonomia era francamente inferior, ou a espessura do aparelho teria que aumentar para albergar uma bateria maior.

Com uma utilização intensiva à base de aplicações de chat, redes sociais, navegação na web, jogos leves e algum consumo multimédia a bateria do Vernee Thor dura para cerca de 1,5 dias com mais de 3h30 de ecrã ligado, que não deixa de ser excelente para um aparelho desta gama.

Conclusão

Para quem procura um aparelho atrativo, com boa qualidade de construção e uma performance sólida, o Vernee Thor é sem dúvida uma boa aposta, principalmente devido ao seu preço imbatível que ronda os 111€ vindo do armazém espanhol da TOMTOP. A performance das câmaras não é a melhor mas é mais do que suficiente para uma utilização casual e por esse preço não se poderia exigir muito mais.

Este Vernee Thor revelou-se uma agradável surpresa durante a semana que passámos com o aparelho e é sem dúvida uma das melhores propostas na sua gama.

>Para saber mais acerca do Vernee Thor clica aqui<

Para quem quiser aproveitar um excelente negócio, a TOMTOP está com uma grande promoção na aquisição do Vernee Apollo Lite (o “irmão mais crescido” do Vernee Thor)!

Até 30 de Junho podes obter o Apollo Lite com desconto de $30 usando o cupão 30ApolloLite ou com desconto de €27 através do cupão 27ApolloLite.

Prós:

  • Boa qualidade de construção
  • Design simples e atrativo
  • Boa autonomia

Contras:

  • Câmaras com performance medíocre
  • Não tem LED de notificações
  • Scroll demasiado sensível (falta de otimização de software?)
Relacionado:
Quais os desafios da produção de um equipamento 100% metálico como o Vernee Mars?