“Uma experiência única…”

Num passado não muito distante a realidade virtual era considerada um conceito exótico, quase inacessível, só presente em filmes de Sci-Fi. No entanto com a ascensão meteórica das plataformas móveis Android e IOS, esse e outros conceitos passaram a estar disponíveis à distância de alguns “clics” (ou toques no ecrã!).

Com isso em mente, a empresa Smart Talk propõe-nos uma “experiência única “ através da recente adição ao seu portfólio: os Óculos de Realidade Virtual 3D. Para quem não sabe, a Smart Talk é uma empresa com origem em Braga que faz do seu negócio a venda de acessórios mobile desde 2011.0B5CUt KUpXFUZnVpMnUyMndSYUk Análise SMART TALK Óculos VR 3D image

O conceito de óculos de realidade virtual (VR) é bastante simples. Uma caixa, duas lentes, um elástico e um smartphone (Android ou IOS), e estamos em condições de mergulhar numa aventura em VR 3D.

E perguntam vocês…”Mas como é que isso da realidade virtual no smartphone funciona?”…

Em poucos passos conseguimos iniciar a nossa experiência. A ideia é fazer o download de apps com conteúdo VR 3D, corre-las no smartphone e introduzi-lo na caixa/recipiente dos óculos. Claro que quanto melhor for a qualidade dos materiais, melhor será a experiência, e aí a Smart Talk acerta em cheio. Os seus óculos são feitos em plástico muito leve, com elásticos reguláveis e uma esponja confortável na parte onde colocamos a cara que resulta num gadget altamente ergonómico. Para facilitar ainda mais a sua utilização não são necessários fios ou bateria para operar o aparelho.0B5CUt KUpXFUQVdYS2NON05KcWM Análise SMART TALK Óculos VR 3D image

Relacionado:
Analise Mi5S Plus - O peso pesado da Xiaomi

Houve muita atenção ao pormenor por parte da empresa lusa, uma vez que temos a possibilidade de ajustar as lentes individualmente tanto em profundidade como em ângulo. Podemos ainda regular os elásticos através de presilhas para o efeito.

0B5CUt KUpXFUbDAzVEtxTWFOZWc Análise SMART TALK Óculos VR 3D image

A caixa é larga o suficiente para podermos usar os nossos próprios óculos, perfeitamente selada (de modo a permitir um ambiente escuro enquanto disfrutamos da experiência) e na parte lateral tem uma gaveta/tabuleiro onde é colocado o smartphone. Este por sua vez é preso por uma mola e é aqui que as coisas se complicam neste gadget, isto porque este mecanismo de fixação acaba por premir acidentalmente os botões laterais do telemóvel.

0B5CUt KUpXFUSGhBUG9Rc2dsMUE Análise SMART TALK Óculos VR 3D image

Por exemplo, se a configuração dos botões laterais do nosso Android for central, é difícil manter o ecrã ligado devido à pressão da mola. São fornecidas três esponjas para ajudar a contornar o problema, criando espaço entre o tabuleiro e o telemóvel mas ainda assim não são totalmente eficazes.

0B5CUt KUpXFUUHo4QmtiWXJNRFU Análise SMART TALK Óculos VR 3D image

Outra questão que pode comprometer a nossa experiência é se tivermos um aparelho com uma espessura acima da média, que nesse caso pode não caber na gaveta (no entanto serão poucos os modelos de telemóveis com essa incompatibilidade).

Apesar de os Óculos VR 3D da Smart Talk estarem rotulados como sendo compatíveis com todos os modelos de Android e IOS, uma boa experiência é altamente dependente do design/layout dos botões do nosso smartphone.

Relacionado:
Análise Galaxy S7 VS S7 Edge: Qual o grande sucesso de 2016 da Samsung?

0B5CUt KUpXFUVFNFakFVTFZZeWM Análise SMART TALK Óculos VR 3D image

Ainda no campo das coisas menos boas, estes Smart Talk VR 3D perdem pontos para alguns equipamentos da concorrência (como os Google Cardboard) pelo facto de não terem um mecanismo que permita ao utilizador interagir com o ecrã do telemóvel quando este está dentro dos óculos. Ou seja, algumas apps exigem que se toque no ecrã a meio da experiência VR e assim sendo torna-se necessário abrir a gaveta, tocar no ecrã do telemóvel, fechar a gaveta e continuar a experiência.

Resumindo, os óculos VR apresentados pela Smart Talk revelam-se uma agradável surpresa no que diz respeito à qualidade de construção e uma ótima solução para quem se quer iniciar no panorama de conteúdos de Realidade Virtual. Contudo algumas falhas estruturais comprometem o seu desempenho.

Prós:

  • Campo de visão alargado
  • Design ergonómico e confortável
  • Lentes ajustáveis
  • Sem necessidade de fios ou baterias
  • Filmes e aplicações 3D para uma experiência sem limites
  • Ajustável, se necessário, aos teus óculos

Contras:

  • Ausência de botão de interação com o telefone
  • Incompatibilidade com layout/design de alguns smartphones (pressão sobre botões laterais).

 

O preço deste aparelho é 49,99€ na loja online da Smart Talk, que nos parece um bom negócio. Ainda assim os Google Cardboard, sendo mais baratos mas com menor qualidade de construção, apresentam-se como uma alternativa válida.

Relacionado:
Análise Honor 8: Amor à primeira vista

Se não estás disposto a pagar por um aparelho de VR, temos uma excelente notícia para ti: vais ter oportunidade de ganhar uns Óculos Smart Talk VR 3D através de um passatempo que vamos lançar em breve. Por isso fica atento às novidades!

Deixamos aqui algumas apps recomendadas pela própria Smart Talk para disfrutar de conteúdos de realidade virtual nos seus óculos:

 

Eis uma demonstração da utilização deste produto:

 

1 COMENTÁRIO

  1. Tenham cuidado com os reviews que fazem. O review que fizeram dos óculos da smarttalk são os vr box dos chineses. Eles não criaram nada. Este modelo está a venda por €19 na aliexpress já com portes.
    http://s.aliexpress.com/FVBbERvA

    Eles simplesmente colocaram o logótipo deles nos óculos.

Comments are closed.