A Amazon anunciou que o Fire OS 5, sistema operativo baseado em Android e que é utilizado no tablet Fire, deixará de ter suporte a criptografia. Num comunicado, a Amazon informou que este era um recurso quase nada utilizado pelos utilizadores e que o suporte a criptografia continua apenas activo no serviço de cloud da empresa. Isso significa que só a informação que está em servidores externos continuarão com a protecção, enquanto que o conteúdo armazenado localmente no Fire deixará de ter essa camada de segurança.
Utilizando a sua conta na rede social Twitter, David Scovetta, membro da Electronic Frontier Foundation, já tinha antecipado a decisão da Amazon e confirmado que o Fire OS 5 iria deixar de ter esse recurso de segurança.

Esta decisão da Amazon acontece precisamente num momento em que a segurança e privacidade dos utilizadores se encontra a ser fortemente discutida nos Estados Unidos. A Apple luta contra a justiça norte-americana, que demanda o desenvolvimento de um backdoor para poder aceder a informações pessoais de utilizadores do iOS em investigações federais.
Várias empresas ligadas à tecnologia estão a demonstrar todo o seu apoio à Apple neste caso.
Ironicamente, a Amazon é uma das empresas que tem apoiado a Apple nesta guerra contra a justiça Norte Americana, para que a Apple não ceda às ameaças da justiça para enfraquecer o seu sistema de segurança nos dispositivos.

Por isso não se percebe muito bem o porque da Amazon em remover a criptografia do sistema operativo utilizado pela empresa.
O argumento utilizado pela empresa de Jeff Bezos para não disponibilizar suporte à criptografia no novo software deixa muito a desejar. Mas visto por outro, a Amazon pode ter abdicado da criptografia para melhorar o desempenho dos dispositivos, uma vez que também já fez saber que não tem a intenções de aumentar os custos de produção dos aparelhos com hardware de melhor desempenho.

Relacionado:
Exynos 7270 é o primeiro SoC de 14nm da Samsung para wearables

FONTE

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.