Afinal o que é o Mobilegeddon? As mudanças da Google

Mobilegeddon é como é chamada a actualização dos algoritmos de pesquisa Google em pesquisas feitas a partir de dispositivos móveis, como smartphones e tablets. Com a alteração, sites que não possuem uma versão amigável aos dispositivos móveis terão o seu ranking prejudicado no maior motor de busca da web.

A mudança foi anunciada pela empresa de Mountain View em Fevereiro deste ano e entrou em vigor a partir do dia 21 de Abril de 2015. Se por um lado a novidade vai prejudicar quem ainda não se adaptou ao mundo portátil, por outro, vai privilegiar quem estudou a lição e possui uma versão específica para quem aceda à sua página utilizando um tablet ou smartphone.

Guia da amigabilidade

O “Mobilegeddon” parece algo tenebroso, mas tem boas motivações. Actualmente, 60% das pesquisas feitas no Google são realizadas a partir de ambientes móveis, o que justifica a alteração. Assim, a ideia do mecanismo de pesquisas mais famoso do mundo é privilegiar uma melhor experiência do utilizador que acede à web a partir de um dispositivo portátil.

google tablet Afinal o que é o Mobilegeddon? As mudanças da Google image

Agora, pensa também nas pessoas que conheces e que acedem à Internet. É bem provável que a maioria delas faça isso também a partir de um tablet ou smartphone, ou seja, é importante que as empresas que estão na web se adaptem e levem isso em consideração no momento em que pensam em desenvolver e/ou actualizar os seus sites.

Relacionado:
Google Trips finalmente oficializado: Nunca foi tão fácil planear uma viagem

Para facilitar a vida dos programadores, a Google oferece um “guia de amigabilidade”, ou seja, uma série de dicas por meio das quais os programadores web poderão criar ferramentas amigáveis ao sistema de pesquisa. Além disso, há uma ferramenta da empresa para testar o quão amigável aos dispositivos móveis é um site — este sistema oferece ainda um relatório com possíveis erros e dicas sobre como resolver o problema.

mobile geddon Afinal o que é o Mobilegeddon? As mudanças da Google image

FONTE