O Galaxy Note 7 e os seus problemas de sobreaquecimento tem sido um autentico pesadelo, para a Samsung, que parece não ter fim. No entanto relatos vindos da Coreia indicam que a empresa pôs um ponto final à produção do seu phablet.

A informação é avançada pela agência sul coreana Yonhap News Agency, que apurou através de uma fonte anónima da Samsung, que a decisão de parar a produção do Note 7 foi tomada em conjunto com as agência reguladoras de segurança nos EUA, China e Coreia do Sul. A fonte adianta ainda que:

"...this measure includes a Samsung plant in Vietnam that is responsible for global shipments (of the Galaxy Note 7)"

traduzindo:

"esta medida inclui a fábrica da Samsung no Vietnam que é responsável pelo fornecimento global (do Galaxy Note 7)"

A medida drástica veio na sequência dos recentes casos de sobreaquecimento das unidades de substituição do Galaxy Note 7, que aparentemente fizeram com que a Samsung "atirasse a toalha ao chão".

Recorde-se que o problema original remonta a meados de Agosto quando, o que era considerado como potencialmente um dos melhores smartphones de sempre, começou a ter problemas de sobreaquecimento na bateria. Houve casos em que o telefone chegou inclusivamente a pegar fogo. A Samsung providenciou uma recolha global do aparelho em Setembro e informou que cerca de metade dos aparelhos defeituosos foram devolvidos e que desses, 90% foram trocados por uma nova versão do Note 7, por vontade dos compradores, com garantia que o problema estaria resolvido.

Relacionado:
Estudantes de Tecnologia apresentam Manifesto Digital a decisores da União Europeia

0B5CUt KUpXFULWJEWXIzbGROaFk Adeus Note 7, foi bom enquanto durou (ou não!) image

No entanto, na semana passada surgiram relatos de que as unidades de substituição também têm problemas de sobreaquecimento. Numa das situações foi necessário evacuar um voo da Southwest Airlines; num outro caso uma adolescente ficou ferida.

Não há dúvida que todo este cenário mancha a reputação da Samsung e, quem sabe, pode até ameaçar a sua hegemonia no mercado global. Várias operadoras já anunciaram que cessaram a venda do Note 7, sem garantia que voltem a comercializar o modelo mesmo que a Samsung resolva o problema. As quatro maiores operadoras dos EUA estão a aconselhar os seus clientes a adquirir outros equipamentos.