Para muitos, o acesso root num dispositivo com Android é algo essencial. Com ele, podemos ter acesso a recursos que por padrão são bloqueados pela Google. Sendo possível fazer modificações mais extremas no sistema. Porém, é necessário lembrar que existem alguns riscos ao realizar este tipo de procedimento. O pessoal do TudoCelular decidiu criar uma lista com 5 motivos para não realizar o processo de root no teu dispositivo com Android.

Riscos de segurança

Ao realizar acesso root no teu dispositivo, poderás deixar o sistema mais vulnerável. Isso não quer dizer que ele estará mais propenso a ser infectado por malwares, mas sim, que se algum malware infectar o teu dispositivo, ele terá um maior controle sobre o sistema, já que o mesmo está totalmente disponível graças ao acesso root. Um hacker poderá até dominar o smartphone, tendo total acesso ao sistema e podendo, assim, realizar um grande estrago.

Alterações Perigosas

Com acesso root poderás alterar qualquer arquivo do sistema. Talvez este seja o maior benefício, que leva muitos utilizadores a praticarem esse procedimento nos seus dispositivos. No entanto, ele acaba por ser uma faca de dois gumes. Se alterares algum ficheiro importante do sistema, podes causar algum dano que impeça que o Android seja iniciado, ficando preso num boot infinito. Em alguns casos será necessário fazer um factory reset para recuperar o arquivo modificado, e em outros, será necessário reinstalar todo o sistema. Sendo assim, modificar ficheiros do sistema pode acabar por ser algo perigoso para utilizadores iniciantes.

Relacionado:
Huawei nova e nova Plus chegam a Portugal

 

Perda da Garantia

Talvez este seja o maior receio daqueles que estão em dúvida se devem ou não fazer root nos seus dispositivos. Ao realizar o procedimento em qualquer dispositivo com Android, estarás automaticamente abrir mão da garantia do aparelho. Os fabricantes informam sempre este alerta nos manuais de seus produtos. No entanto, em muitos deles, você pode simplesmente remover o acesso root ou reinstalar a ROM original da fabricante e assim ter direito a garantia novamente. Porém, isto não é 100% garantido, onde alguns fabricantes usam algumas ferramentas para saber se o utilizador fez ou não alguma modificação no sistema.

 

Procedimentos Diferentes

Não apenas cada fabricante, mas cada modelo possui um método diferente para se obter acesso root no dispositivo. Alguns procedimentos são bem simples, sendo possível ter acesso root com poucos cliques. Muitas ferramentas funcionam apenas no PC, e geralmente no Windows. Assim, se não possuis um PC com o sistema da Microsoft, podes acabar ficando impossibilitado de realizar o procedimento no teu dispositivo. Sem falar que, ao realizar um procedimento incompatível com seu modelo, podes acabar danificando o mesmo.

 

Problemas com Actualizações

Muitas fabricantes interrompem a liberação de actualizações do sistema via OTA em dispositivos com acesso root. Como o sistema foi alterado pelo utilizador, a actualização pode acabar inviabilizando o processo de actualização, gerando problemas ao mesmo. Com isso, esse bloqueio acaba por ser realizado pelos fabricantes. Em muitos casos, para ter acesso a uma nova versão do Android, terás que fazer tal actualização manualmente, podendo até perder os dados encontrados no dispositivo.

Relacionado:
LG G5 pode receber Android 7.0 Nougat já em Novembro!

Ter acesso root vai muito da necessidade do utilizador. Porém, é interessante ter em mente os “malefícios” de tal procedimento. Claro, que em muitos casos o processo é reversível, mas se ter acesso root não fará tanta diferença para ti, então não há motivos para realizar o procedimento no teu dispositivo.