A Xiaomi está novamente no topo do mercado de smartphones chinês, batendo a feroz concorrência da Honor, Huawei e Leeco e conquista o primeiro lugar de vendas do mês de Abril. Enquanto os números representam apenas um mês de vendas, esta é a primeira vez que uma empresa de smartphones chinesa conquistou 26% do mercado nacional, o que demonstra o quão bem sucedidas estão as marcas chinesas neste negocio contra as maiores marcas mundiais.

Lei Jun, CEO da Xiaomi, disponibilizou, um relatório de análise de mercado, na rede social Weibo, com base em empresa de pesquisa local. Os dados mostram a Honor em segundo lugar com 15,7% do mercado (com a sua empresa-mãe, Huawei, em quinto lugar, com apenas 8%), seguida pela Leeco em terceiro, com 10,5% e da Apple no quarto lugar, com 8,2%.

0B5CUt KUpXFURk1RTXY4Ti1Rd3c 1 em cada 4 smartphones vendidos na China em Abril foi fabricado pela Xiaomi image

Olhando para os dados, verifica-se que a Xiaomi sozinha vendeu tantos telefones como os seus dois concorrentes mais próximos juntos (Honor e Leeco), e três vezes mais o número de telefones vendidos pela Apple, apesar de a margem de lucro da Xiaomi nada tem haver em comparação à margem da Apple. Enquanto isso, a Samsung , a maior empresa de smartphones do mundo, está entre as fabricantes menos populares na China, com apenas 3,2% do mercado.

Para quem ainda não sabe, a China representa o maior mercado mundial de smartphones, com um vasto potencial (relativamente) inexplorado pelas marcas ocidentais. O impulso das marcas chinesas no mercado ocidental tem vindo a ganhar uma grande destaque nos últimos anos, especialmente a Huawei, mas o tráfego no sentido oposto tem sido relativamente nulo. Até agora nenhuma fabricante de smartphones do ocidente conseguiu penetrar com sucesso no mercado chinês.

Relacionado:
Nem o Messenger escapa aos anúncios do Facebook

Que ideia tem sobre as marcas chinesas? você já teve um ou pretende ter algum smartphone deles no futuro? dê-nos a sua opinião.